• Quem Somos
  • Atividades
  • Parceiros
  • Eventos & Notícias
  • Contato
  • Estudo Sobre A Parábola dos Talentos

    29/07/2016 por

    A parábola dos talentos Mateus 25.14-30

    Significa que estamos recebendo treinamento para serviços mais amplos a serem prestados no Reino futuro e que nossa posição e categoria ali dependerão da fidelidade de nossa mordomia aqui.

    Na parábola dos talentos, 14-30, o homem que viaja para um país distante representa Cristo durante sua ausência da terra. Ele confiou bens aos servos. Os que receberam cinco e dois talentos são crentes que participam “da alegria do teu senhor” (bênção do reino), 21, 23. O servo que recebeu um talento é excluído do reino (“nas trevas”) e, no juízo, expulso juntamente com os impiedosos, 24-30.

    A. A vota de Cristo – um estímulo para se viver uma vida santa 1. Vigiando para não ter uma vida desleixada: Lucas 21.34-36 34 Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as consequências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço. 35 Pois há de sobrevir a todos os que vivem sobre a face de toda a terra. 36 Vigiai, pois, a todo tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que têm de suceder e estar em pé na presença do Filho do Homem. 2. Purifica-se por causa da esperança: 1 João 3:3 E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro. 3. Preparados sempre: Lucas 12.35-40 35 Cingido esteja o vosso corpo, e acesas, as vossas candeias. 36 Sede vós semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor, ao voltar ele das festas de casamento; para que, quando vier e bater à porta, logo lha abram. 37 Bem-aventurados aqueles servos a quem o senhor, quando vier, os encontre vigilantes; em verdade vos afirmo que ele há de cingir-se, dar-lhes lugar à mesa e, aproximando-se, os servirá. 38 Quer ele venha na segunda vigília, quer na terceira, bem-aventurados serão eles, se assim os achar. 39 Sabei, porém, isto: se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria arrombar a sua casa. 40 Ficai também vós apercebidos, porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá. 4. Crescendo em amor: 1 Tessalonicenses 3.12-13 12 e o Senhor vos faça crescer e aumentar no amor uns para com os outros e para com todos, como também nós para convosco, 13 a fim de que seja o vosso coração confirmado em santidade, isento de culpa, na presença de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos. 5. Vivendo uma vida sóbria, reta, e piedosa: Tito 2.12-14 12 educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, 13 aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, 14 o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras. Atos 24:16 Por isso, também me esforço por ter sempre consciência pura diante de Deus e dos homens. 6. Andando santa e piedosamente: 2 Pedro 3:11 Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, B. Servindo até que ele venha 1. Fiel nas tarefas incumbidas: Mateus 24.45-51 45 Quem é, pois, o servo fiel e prudente, a quem o senhor confiou os seus conservos para dar-lhes o sustento a seu tempo? 46 Bem-aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. 47 Em verdade vos digo que lhe confiará todos os seus bens. 48 Mas, se aquele servo, sendo mau, disser consigo mesmo: Meu senhor demora-se, 49 e passar a espancar os seus companheiros e a comer e beber com ébrios, 50 virá o senhor daquele servo em dia em que não o espera e em hora que não sabe 51 e castigá-lo-á, lançando-lhe a sorte com os hipócritas; ali haverá choro e ranger de dentes. 2. Sempre abundando na obra do Senhor: 1 Coríntios 15:58 Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão. 3. Fazendo discípulos: Mateus 28.18-20 18 Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. 19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 20 ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século. C. Esperando a volta do Senhor 1. Esperando ansiosos: Apocalipse 22:20 Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora. Amém! Vem, Senhor Jesus! Hebreus 9:28 assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação. João 14.1-4 1 Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. 2 Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. 3 E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também. 4 E vós sabeis o caminho para onde eu vou. 2. Aguardando sua gloriosa manifestação: Tito 2:13 aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, 3. Esperando a coroa: 2 Timóteo 4:8 Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda. Apocalipse 2:10 Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. 4. Esperando a transformação do corpo: Filipenses 3.20-21 20 Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, 21 o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas. 5. A eternidade com o nosso Senhor: 1 Tessalonicenses 4.15-17 15 Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até à vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. 16 Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; 17 depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor.

    Esse relato ainda se refere à terça-feira da última semana de Jesus, antes da sua morte vicária, na cruz do calvário. Nesse capítulo, através de três parábola, o Senhor Jesus deu as orientações necessárias para que todos seus discípulos soubessem se posicionar com relação aos dias finais. Na parábola dos talentos, Jesus ainda advertiu seus ouvintes para a necessidade da vigilância, tendo em vista a definição que ocorrerá nos dias finais. Estas palavras de advertência foram dadas aos discípulos e, consequentemente, a nós. Mesmo que, aparentemente, a volta do Senhor possa estar “demorando”, devemos estar firmes, vigiando a todo tempo e esperando o seu retorno, para que ele nos encontre preparados e fiéis para com ele passarmos a eternidade. É chamada nossa atenção sobre como temos usado nossos talentos em benefício da expansão do Reino do nosso Senhor. Jesus nos chama a atenção e mostra que um dia teremos que prestar contas ao Rei, porque no julgamento será avaliado o trabalho de cada servo. Se temos procedido correta, firme e fielmente, ao invés de recearmos e temermos aquele dia, devemos nos alegrar com essas palavras. Essa advertência de Jesus implica em que tudo o que fizermos em benefício do Reino de Deus receberá a sua devida recompensa e reconhecimento.

    Devemos estar atentos e ativos no auxílio ao próximo, sabendo que assim estamos servindo a Jesus.

    Compilado por Carlos Pires, em 05/07/2016.

    29/07/2016